MÉDICOS REALIZAM MOVIMENTO EM PROTESTO CONTRA OS CONVÊNIOS

Médicos realizam movimento de paralisação

No dia 7 de abril de 2011 estamos aderindo ao movimento de paralisação do atendimento aos planos de saúde em protesto contra a deterioração das relações de trabalho entre os médicos e as empresas de convênios.  Essa data foi escolhida por ser o Dia Mundial da Saude.

Este movimento foi desencadeado pela Federação Nacional dos Médicos, pelo Conselho Federal de Medicina e pela Associação Médica Brasileira após debate sobre o assunto em assembléia. Como membros dessas entidades e em concordância com as reinvindicações nossa clínica está aderindo ao protesto. As entidades emitiram carta aberta à população. Veja aqui.

Todos os pacientes atendidos no dia de hoje foram comunicados previamente e tiveram a opção de trocar a data do atendimento ou de pagar consulta particular. Todos têm direito a recibo para buscar reembolso junto ao seu plano de saúde e abater no seu imposto de renda. Aqueles pacientes que tiverem necessidade de atendimento de urgência poderão ser atendidos pelo seu plano.

Quais são os problemas entre os médicos e as empresas de convênios?

Há muitos anos as empresas reajustam os valores pagos aos médicos utilizando índices muito abaixo da inflação. Além disso, os contratos que os médicos são obrigados a assinar são irregulares e sem cláusulas que permitam estabelecer critérios de reajustes periódicos ou de pagamentos de novos procedimentos médicos.  A despeito de tudo isso, ainda existe uma questão de interferência na autonomia do médico para decidir que exames pedir, que hospitais escolher para internar seus pacientes e que tipos de tratamentos recomendar, sempre com intenções economico-financeiras.

Quais as consequencias dessa relação entre os médicos e as empresas de convênios?

Existem consequencias para os médicos e para os pacientes. Os médicos têm um custo para manter o consultório funcionando. Este custo tem crescido assustadoramente em decorrência de novas regulamentações definidas pela Vigilância Sanitária e pelos aumentos dos materias médicos. Além disso, os salários dos funcionários são reajustados periodicamente por índices regulamentares. Com isso, para que possa pagar todos os custos, recebendo menos, os médicos têm que aumentar o número de horas trabalhadas a fim de que seu rendimento final seja preservado. Todavia, muitos médicos já trabalham um número excessivo de horas o que faz com que seu rendimento diminua e seu desempenho profissional fique abaixo do ideal. Muitos estão resolvendo abandonar os consultórios para ser empregados dos convênios ou de hospitais.

As consequências para os pacientes também estão evidentes. O médico é obrigado a diminuir o tempo da consulta, o que faz com que as pessoas tenham menos atenção. Como alguns casos são mais difíceis, o excesso de consultas gera atrasos e os pacientes frequentemente têm que aguardar longamente nos consultórios. Ao precisar de um tratamento mais caro, os pacientes têm que voltar ao médico que prescreveu para preenchimento de relatórios, novos pedidos, justificativas e outras medidas que acabam fazendo com que o tempo já exíguo do médico seja gasto com burocracias.

Como os médicos acreditam que podem resolver esse problema?

As entidades médicas estão atuando junto a órgãos do governo e à justiça para conseguir uma arbitragem e regulamentação das relações entre os dois lados. A paralisação de um dia serve para chamar atenção desses órgãos e da opinião pública e pressionar para que sejam tomadas medidas com a maior brevidade possível. Esperamos que esse movimento possa resultar em melhoria para todos, médicos e pacientes.

Principais reinvindicações dos médicos

Agradecemos sua compreensão.

Cordialmente,

Carlos Alberto Bezerra

Urodinâmica – Clínica Urológica.

Esse post foi publicado em Nossas Notícias, Pensamento Médico, Reportagens comentadas. Bookmark o link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s